COVID-19 e o turismo nos AçoresTendências de futuro para o setor do turismo

covid

O Observatório do Turismo dos Açores lançou um inquérito que teve em vista sondar as tendências de futuro para o setor do turismo, investigando os efeitos da pandemia na confiança dos turistas e nos planos de viagem.

Público-alvo: população residente nos Açores.

A maioria dos Açorianos inquiridos que pretendem viajar ou passar férias sentiram as consequências da pandemia COVID-19. Assim, 30% cancelaram as suas viagens, 26.5% alteraram o seu período de férias de 2020 e 28% desistiram de viajar para o estrangeiro. A COVID-19 veio alterar por completo os planos de 2020.
Da amostra inquirida, a esmagadora maioria (84.2%) elege os Açores como local de férias. 57.6% admitem que vão passar férias nos Açores fora da sua ilha habitual. Dos açorianos que irão viajar, 28.4% já efetuaram reserva para as suas férias. Para 28.9% a casa dos familiares e amigos será o alojamento a optar em férias futuras.
No que respeita a viagens, 57.5% dos açorianos não pretende viajar em 2020, mas 66.3% dos inquiridos consideram que no futuro não irão colocar de lado as viagens de avião.
Perante a evolução da pandemia, os Açorianos inclinam-se de forma clara para destinos que ofereçam segurança através do uso generalizado de máscaras ou através da distinção do selo “Clean&Safe” em alojamentos, restauração e empresas de animação turística.

  • 54% dos inquiridos têm idade entre os 35-54 anos;
  • 66.9% são do género feminino;
  • 64.2% são casados;
  • 30.8% estão empregados no quadro intermédio e 31.7% no quadro superior;
  • 58 % dos inquiridos possuem o ensino superior;
  • As ilhas com maior representatividade de residentes inquiridos são a ilha de São Miguel (51.1%), a ilha Terceira (23.3%) e a ilha do Faial com 11.9%.
Inquéritos em destaque
COVID-19 e o turismo nos Açores
Outros
Como podemos ajudar?

Caso tenha alguma dúvida, questão ou sugestão, entre em contato conosco, preenchendo o nosso formulário.

A nossa visão é tornar o OTA num pólo agregador de excelência de informação e monitorização de atividade turística dos Açores, contribuindo para a tomada de decisão assente no conhecimento.

Carlos Santos
Presidente da Direção, OTA

Observatório do Turismo dos Açores