Inverno IATA 2015-2016Satisfação do Turista que Visita os Açores

O turista que visitou os Açores no Inverno IATA 2015-2016:

  • Está, em termos globais, satisfeito com a oferta do destino;
  • Apresenta níveis mais baixos de satisfação em relação aos transportes e mobilidade e às atividades de animação;
  • Valoriza a paisagem/natureza, a qualidade ambiental e o fator “novidade” como sendo os principais atributos do destino

Perfil

  • Tem em média 47 anos
  • É do género masculino
  • É reformado ou profissional liberal
  • Possui habilitações literárias de nível superior
  • É casado
  • Viaja maioritariamente acompanhado por uma pessoa
  • Visita, na sua maioria, as ilhas de S. Miguel, Terceira, Pico e Faial
  • Reserva a modalidade de alojamento e pequeno-almoço
  • Opta por estabelecimentos de hotelaria tradicional, unidades de turismo no espaço rural e estabelecimentos de alojamento local (com estadas médias de 3,6; 3,4 e 3,4 noites, respetivamente)

Caracterização e Avaliação da Viagem

  • Tem como principal motivação de viagem o lazer
  • Planeou a sua vinda com antecedência (entre 1 a 3 meses antes da data de partida)
  • Efetuou a(s) reserva(s) maioritariamente através de canais online
  • Considera a Madeira, as Canárias e as Ilhas Gregas como destinos concorrentes
  • Escolheu vir aos Açores devido à recomendação de familiares e amigos
  • Veio pela primeira vez
  • Não adquiriu pacote turístico
  • Considera que o destino apresenta um preço justo pela qualidade oferecida
  • Pretende revisitar o destino no futuro
  • Defende ser bastante ou muito provável recomendar o destino
  • Viu as suas expetativas iniciais serem correspondidas ou até mesmo superadas
  • Pretende revisitar o destino no futuro
  • Defende ser bastante ou muito provável recomendar o destino
  • Viu as suas expetativas iniciais serem correspondidas ou até mesmo superadas

Satisfação e Importância

  • Está, em termos globais, satisfeito com a oferta do destino
  • Apresenta níveis mais baixos de satisfação em relação aos transportes e mobilidade e às atividades de animação
  • Valoriza a paisagem/natureza, a qualidade ambiental e o fator “novidade” como sendo os principais atributos do destino
  • Valoriza de forma significativa as práticas de sustentabilidade ambiental e a existência de restaurantes slow food
  • Atribui importância elevada à rede de transportes públicos, às atividades de turismo de saúde e bem-estar e à diversidade de alojamento disponível e de estabelecimentos de restauração
  • Atribui uma importância reduzida aos campos de golfe tradicionais, aos restaurantes fast food e a existência de casinos
  • Refere a necessidade de melhorar a conectividade à Internet nos aeroportos e estabelecimentos de alojamento e realça a hospitalidade da população local
Inquéritos em destaque
Perceção dos Residentes dos Açores face ao Dese...
Outros
Como podemos ajudar?

Caso tenha alguma dúvida, questão ou sugestão, entre em contato conosco, preenchendo o nosso formulário.

A nossa visão é tornar o OTA num pólo agregador de excelência de informação e monitorização de atividade turística dos Açores, contribuindo para a tomada de decisão assente no conhecimento.

Carlos Santos
Presidente da Direção, OTA

Observatório do Turismo dos Açores